Tribunal de Justiça: Leilão de 23 veículos

O veículo com o menor lance é um Fiat Pálio 1.4 2008/2009, com o valor de R$ 9,6 mil. Na lista de veículos também está disponível para leilão uma caminhonete L200 2014/2015, a um valor de R$ 40.680.

Leilão de 23 veículos

Um leilão de 23 veículos será realizado no dia 18 deste mês, pelo Tribunal de Justiça do Tocantins. O carro com o menor lance é um Fiat Pálio 1.4 2008/2009, com o valor de R$ 9,6 mil. Na lista, também está disponível uma caminhonete L200 2014/2015, a um valor de R$ 40.680. Veja aqui a relação.

O evento será realizado às 10h, de forma presencial no auditório da Arse 34, antiga 408 Sul, alameda 01, lotes 37/39. Os interessados também podem participar de forma virtual, através desse site. Para isso, basta fazer o credenciamento eletrônico no portal. Já para o presencial, o credenciamento será realizado diretamente com o leiloeiro, na data e local definido para a sessão.

Leilão online

Os interessados em participar do leilão online deverão realizar o credenciamento eletrônico no site. Já para o presencial, o credenciamento será realizado diretamente com o leiloeiro, na data e local definido para a sessão.

Poderão participar do leilão pessoas físicas e jurídicas, maiores de idade, possuidoras dos documentos pessoais e jurídicos.

Segundo o edital, todos os veículos pertencem ao Poder Judiciário do Tocantins e serão leiloados no estado de conservação e funcionamento em que se encontram. Os interessados podem realizar vistorias com antecedência de ate 8 dias úteis, no Anexo II do TJTO.

Maior lance

Ainda segundo o edital, o leilão será julgado pelo critério de maior lance, e o pagamento dos itens arrematados será recolhido para a conta do Fundo de Modernização e Aprimoramento do Poder Judiciário (Funjuris).

Mais informações

Para mais informações, basta entrar em contato com o leiloeiro Antonio Carlos Volpi Santana, pelo telefone (63) 9-9242-2002, ou via e-mail, no endereço: [email protected]

O Tribunal de Justiça alerta para leilões virtuais que usam sites falsos ou clonados e buscam induzir as vítimas em erro, as quais acabam depositando os valores da suposta arrematação em contas de pessoas físicas, com agências bancárias localizadas em outros estados.

A recomendação é que antes de arrematar o veículo, o interessado visite os bens leiloados em pátios oficiais e que, em caso de dúvidas, entre em contato com órgãos oficiais.

O TJ ressaltou ainda que bens próprios do Poder Judiciário ou objetos de apreensão judicial podem ser objetos de alienação judicial, mas o evento é precedido da publicação de edital em diário oficial e sempre por leiloeiros regularmente credenciados no Tocantins, que utilizam endereços eletrônicos oficiais, cuja relação pode ser conferida no site da Junta Comercial.

Leia também

Deixe um comentário