O grande aumento na venda de carros automáticos no Brasil

Carros automáticos não são somente de luxo, veículos de entrada também estão vindo com o recurso para que o motorista se sinta mais confortável ao dirigir.

O conforto do câmbio automático

Os motoristas brasileiros estão cada vez mais à procura de conforto ao dirigir. Seja dentro da cidade ou na estrada, o ato de passar as marchas e pressionar os pedais da embreagem se torna cansativo, tendo o cansaço do motorista um perigo ao volante.  De acordo com os dados que foram revelados essa semana pela consultoria Jato, a venda de carros automáticos triplicou no Brasil nos últimos 10 anos.

Junto com o aumento das vendas também acabaram se tornando evidentes os esforços das marcas para que este recurso fosse acessado de uma forma mais universal pelos motoristas. A oferta de modelos que oferecem a possibilidade de dirigir sem as trocas de marchas aumentou, e o recurso deixou de ser uma exclusividade apenas dos carros luxuosos.

No ano passado, os modelos com transmissão automática ou automatizada representaram 47,9% do mercado brasileiro. Há 10 anos, detinham apenas 12,7% do total. A alta nas vendas aponta também para um novo comportamento do consumidor, em busca de conforto e praticidade.

Os modelos de veículos com a opção do câmbio automático são mais caros que as versões que apresentam o câmbio normal. Sendo assim, os carros automáticos se tornam uma opção focada para quem está trocando de carro e não para quem está adquirindo o seu primeiro veículo.

O futuro

Em 2017, mais de 40% dos automóveis novos vendidos no País tinham o equipamento. A projeção das montadoras é de que chegará a 60% ainda em 2020. Só no primeiro semestre de 2017, 42% dos emplacamentos corresponderam a carros equipados com  transmissões automáticas, automatizadas (incluindo as de dupla embreagem) e continuamente variável (CVT).

As montadoras buscam trazer versões com câmbio automático à praticamente todos os modelos. A concorrência em cima da venda de carros mais baratos e com câmbio automático aumenta cada vez mais e as empresas buscam também a diminuição dos preços, o que faz bem ao consumidor. Concorrência gera preços mais baixos aos clientes.

Veja também:

Deixe um comentário